A banda paulistana CSS ao vivo, no show de encerramento do CMJ 2011 em Nova York

Se você pensar que há 8 anos atrás, o CSS era apenas mais uma banda que tocava pelos clubes de São Paulo por um 6 pack de cervejas, e que hoje, é uma banda que deu totalmente certo, vai parecer um sonho.

A proporção que tomou o CSS aqui na America é impressionante.  A banda fez o último show do CMJ com um Webster Hall lotado, e a casa é grande. Os fãs do CSS chegaram cedo e já colaram na primeira fila do palco e dali ninguém sai. Na lojinha com om merchandising oficial, os produtos vendiam como água, O vinil de La Liberación chegou esgotado para o show de Nova York e as camisetas vendem uma atrás da outra. Foi bem legal.

A abertura do show ficou para o Men, banda do Brooklyn que toca um electro rock bem ritmado, e que está acompanhando a turnê do CSS pelos Estados Unidos.

Men: do Brooklyn para os shows de abertura da turnê do CSS

O show do CSS foi baseado nos hits da banda, dos 2 primeiros álbums, e músicas do último trabalho La Liberación. Músicas como “Off The Hook” e “Let’s Make Love and Listen Death From Above” colocaram o Webster Hall abaixo. Neste vídeo, o CSS toca “Move” e nele dá para ter uma ideia como Lovefoxx é adorada pelo público.

Enquanto isso, o Brooklyn fervia com apresentações das bandas Friends, Gauntled Hair, Unknown Mortal Orchestra, Givvers, Chad Valley, Is Tropical, Fidlar, Dom, The Tambourines, pelos clubs locais Brooklyn Bowl, Cameo Gallery, Knitting Factory e Spike Hill. Todos sold out.

A maratona de shows do  CMJ 2011 chegou ao final, com saldo positivo de mais de 1000 shows simultâneos por toda região de Manhattan e Brooklyn. Mas nossa busca incansável por bandas novas, não para por aqui.

O próximo post deste blog será direto de… Seattle.

Tagged with:
 

One Response to The End Has No End

  1. ntn disse:

    CSS sucks!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *